Tipos e estrutura de remuneração de funcionários

Publicado 4 meses atrás por
Tipos de remuneração

Se você é uma empresa que contrata funcionários no formato CLT é muito provável que em algum momento da sua jornada irá se questionar a melhor estrutura para remunerar seus funcionários. Uma remuneração estruturada da maneira adequada é extremamente importante para garantir de a sua empresa manter os funcionários motivados e, consequentemente, reter seus maiores talentos.

Por outro lado, se você é um profissional que está mudando de emprego, é extremamente importante saber como você pode ser remunerado e as vantagens e desvantagens de cada um dos formatos, inclusive, alguns desses formatos podem não ser financeiros, mas sim benefícios oferecidos pela empresa e que devem ser levados em consideração.

 

FORMATOS DE REMUNERAÇÃO:

Empresas podem oferecer um pacote de diferentes benefícios para compor a remuneração total de seus funcionários. Os formatos mais comuns são:

  • Remuneração fixa: É o formato mais tradicional de remuneração do mercado Brasileiro. Esse formato prevê o pagamento de um valor fixo ao final de todo mês, independente da performance do profissional. Algumas empresas optam por trabalhar esse mesmo formato, porém, realizando o pagamento dos funcionários quinzenalmente.
  • Remuneração variável: É a remuneração que está atrelada a performance do profissional, da empresa ou do setor e que varia ao longo do tempo. Esse tipo de remuneração pode ser mensal, trimestral, semestral ou até mesmo anual. Mas, apenas a minoria das empresas trabalha com remunerações variáveis mensais, já que isso demanda um trabalho administrativo representativo. A remuneração variável pode ser de várias formas: bônus, PLR (participação nos lucros e resultados), comissões sobre vendas, prêmios e outras.
  • Participação acionária: É o sistema mais complexo e também menos comum no Brasil. Nele os funcionários passam a ser uma espécie de co-proprietário da empresa (possuem uma participação na empresa) e consequentemente passam a ter uma relação masi próxima com os resultados totais da empresa. Esse formato que é amplamente utilizado em empresas de tecnologia no vale do silício é complexo pois pode possuir inúmeras variações e tipicamente vai envolver um contrato específico para cada funcionário. Esse formato costuma ser oferecido a pouquíssimos funcionários da empresa e faz com que o funcionário apresente ganhos no caso do crescimento da empresa no longo prazo. Tipicamente, essa participação acionária vai tomar o formato de Stock Option ou RSU (Restricted Stock Unit).
  • Benefícios: São quaisquer tipos de benefícios oferecidos aos funcionários. Os mais básicos, e que inclusive estão previstos em lei, são o plano de saúde, vale transporte e vale refeição ou alimentação no local. Algumas empresas podem oferecer um valor maior para atrair funcionários, mas, também podem oferecer outros benefícios como auxílio academia, auxílio alimentação, planos de telefone, internet e vários outros.

A maioria das empresas opta por uma remuneração mista entre as diferentes formas de remuneração e a combinação vai depender muito das práticas de mercado do segmento que a empresa atua e do cargo em questão. Um empresa de pequeno porte deve trabalhar apenas com uma remuneração fixa e também com os benefícios básicos previstos em lei, já uma empresa um pouco maior pode optar por trabalhar com uma remuneração fixa, mais uma remuneração variável anual e um pacote de benefícios com alguns diferenciais de mercado. Por outro lado, uma empresa de tecnologia e inovação deve trabalhar com bons benefícios além de participação acionária na empresa. Bancos de investimento são conhecidos por possuírem sistemas de bônus bastante agressivos e vinculados a performance individual de cada funcionário, enquanto times de vendas costumam possuir boa parte de sua remuneração baseada em comissão sobre as vendas realizadas.

 

VANTAGENS E DESVANTAGENS DE CADA TIPO DE REMUNERAÇÃO:

REMUNERAÇÃO FIXA:

  1. VANTAGEM: A grande vantagem da remuneração variável é que o funcionário irá receber o valor acordado independentemente da sua performance ou performance da empresa. Esse tipo de remuneração é essencial já que muitas vezes os resultados da empresa não necessariamente são um reflexo exato da dedicação do funcionário. Também permite que a empresa pratique uma política de remuneração consistente entre diferentes profissionais que ocupam o mesmo cargo.
  2. DESVANTAGEM: Gera pouco incentivo a alta performance e não é o melhor incentivo a profissionais que estão procurando por desafios. Não é recomendada de ser trabalhada como proposta única para um time de vendas.

REMUNERAÇÃO VARIÁVEL:

  1. VANTAGEM: Remunera o funcionário pela sua performance e impacto gerado para a empresa e baliza diferentes remunerações para profissionais com diferentes performances.
  2. DESVANTAGEM: Acaba gerando o foco em ações de curto prazo para atingimento de metas, cria um ambiente competitivo dentro da empresa e nem sempre consegue gerar um ambiente de transparência.

PARTICIPAÇÃO ACIONÁRIA:

  1. VANTAGEM: Pela forma como costuma estar estruturada a participação acionária na empresa gera um senso de dono maior e também acaba criando um vínculo para o funcionário se manter na empresa a longo prazo.
  2. DESVANTAGEM: Não costuma ser algo disponível para todos os funcionários, pelo contrário, costuma ser algo bastante restrito, além de ser extremamente complexo e arriscado para a empresa.

BENEFÍCIOS:

  1. VANTAGEM: Costumam ser um bom atrativo de mercado e bem estruturados podem oferecer benefícios que inclusive aumentam a produtividade do funcionário.
  2. DESVANTAGEM: Costumam ser trabalhosos para gestão das empresas, é difícil oferecer benefícios que vão atrair a todos os funcionários e isso pode acarretar em insatisfação e o desejo de alguns funcionários em receber aquele valor em formato de remuneração fixa.
 

QUAL A ESTRUTURA DE REMUNERAÇÃO IDEAL:

Não existe uma estrutura perfeita ou que vá funcionar em todos os contexto. A estrutura de remuneração ideal depende do segmento de atuação da empresa, do perfil desejado dos funcionários, do nível de hierarquia e também das outras oportunidades disponíveis no mercado naquele segmento. O importante é sua empresa possuir um pacote suficiententemente interessante para atrair os perfil dos funcionários que ela precisa.

Por exemplo, algumas empresas preferem atrair profissionais extremamente qualificados e com alto nível de formação como estudantes de doutorado e MBA, nesses casos, é natural que a empresa tenha de pagar uma remuneração diferenciada para conseguir atrair esse perfil. Outras empresas possuem desafios menos complexos e podem optar por atrair profissionais um pouco menos gabaritados e por isso podem pagar um pouco menos.

Outro ponto interessante é que as empresas podem oferecer pacotes de remuneração diferentes por níveis hierárquicos, ou seja, um diretor pode possuir um pacote de benefícios mais agressivos que outros funcionários, por exemplo, é de certa forma comum que o nível de direção possua carro da empresa e um  bonus mais elevado.

 

EXEMPLOS DE ESTRUTURA DE REMUNERAÇÃO:

Exemplo 1:
Uma empresa do setor de saneamento básico pode optar por remunerar seus funcionários do time operacional apenas com um valor fixo além de alguns benefícios básicos exigidos por lei como vale-transporte e vale refeição. Dado isso, a estrutura de remuneração de cada funcionário poderia ser algo parecido com o gráfico abaixo.
Instituto Quintessa
Exemplo 2:
Uma empresa do setor automotivo pode optar por remunerar seus funcionários do time de marketing com um valor fixo, além de uma remuneração variável trimestral que pode chegar a 20% do valor da sua remuneração, além de alguns benefícios básicos. Dado isso, a estrutura de remuneração de cada funcionário poderia ser algo parecido com o gráfico abaixo.
Michael Sokolsky
Exemplo 3:
Uma empresa do setor de tecnologia pode optar por remunerar seus funcionários do time de vendas com um valor fixo pequeno se comparado com a remuneração advinda da comissão sobre vendas, além de alguns benefícios difereciados da média de mercado. Dado isso, a estrutura de remuneração de cada funcionário poderia ser algo parecido com o gráfico abaixo.
Compartilhar:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Quer deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TuaCarreira.com.br