Quais são seu pontos fracos ou a desenvolver?

Publicado 2 anos atrás por
Pontos fracos

Está se preparando para uma entrevista e não sabe como responder a essa pergunta? A entrevista é o momento onde tipicamente nos preparamos para falar dos nossos pontos fortes e as qualidades que nos tornam únicos e isso dificulta o que já é extremamente difícil: falar sobre as nossas fraquezas. Preparamos um conteúdo para te ajudar a se dar bem respondendo essa pergunta.

OUTRAS VARIAÇÕES PARA ESSA PERGUNTA:

  • Quais seus pontos a desenvolver?
  • Quais suas maiores fraquezas?
  • O que você tem feito para aperfeiçoar suas fraquezas?
  • Se eu perguntasse para o seu ex-chefe, o que ele diria que você precisa desenvolver?
  • Se você pudesse melhorar qualquer coisa em você, o que seria?

POR QUE OS ENTREVISTADORES FAZEM ESSA PERGUNTA? O QUE ELES REALMENTE QUEREM SABER?

Mais importante do que a resposta em sí do candidato é como ele reage e de que forma responde a essa pergunta. Nesse caso a função da pergunta é tirar o candidato da sua zona de conforto (isso é obvio já que estamos falando de falhas e defeitos) e ver como ele reage a estar em uma posição claramente defensiva e sua capacidade de fazer uma avaliação sensata da sua performance.

ERROS COMUNS AO FALAR SOBRE SEUS PONTOS FRACOS

A grande de dificuldade de responder esse tipo de pergunta é o receio de exibirmos as nossas fraquezas – o que pode em alguns casos extremos levar o candidato a se esquivar da resposta – ou a falta de cuidado ao falarmos desses mesmos pontos e de alguma forma isso impactar em uma possível interpretação negativa que nos desqualificaria para a vaga. Não assumir fraquezas ou ter receito de falar sobre elas vai fazer com que os candidatos soem arrogantes ou ingênuos, enquanto algumas fraquezas se destacadas podem prejudicar o candidato ao longo do processo seletivo. Para se sair bem ao responder essa pergunta vale a pena conhecer bem os erros mais comuns:

  • FALSO PONTO FRACO: Quem nunca ouviu a recomendação de responder com “sou muito perfeccionista” como seu ponto fraco? Um erro comum dos candidatos é tentar maquiar seus pontos fracos ao citar um ponto ponto positivo maquiado. Evite o lugar comum ao falar que seus pontos fracos são: “sou muito perfeccionista”, “sou muito dedicado ao trabalho”, “não gosto de brincadeira no trabalho” e outros;
  • NÃO RESPONDER A PERGUNTA: Instintivamente em uma entrevista o candidato foca em falar sobre suas habilidades e virtudes, mas, por falta de preparação, por arrogância ou por medo de falar algo que o prejudique alguns candidatos simplesmente não respondem a essa pergunta e dizem que não conseguem se lembrar de nada no momento ou que todos seus últimos feedbacks foram exclusivamente positivo. Aqui não existe exceção! Todo profissional possui fraquezas ou pontos a serem aperfeiçoados – reflita e encontre os seus!
  • CITAR FRAQUEZAS QUE PODEM SER FATAIS PARA A VAGA: Toda empresa possui uma cultura típica, assim como toda vaga possui  seus requisitos mínimos. Evite falar pontos fracos que podem ser problemáticos para qualquer um desses. Por exemplo, em uma empresa jovem talvez seja importante que os funcionários sejam flexíveis e saibam lidar com um ambiente mais informal, portanto não vale a pena falar que seu ponto fraco é “ser pouco flexível” ou “conseguir trabalhar apenas em ambiente organizados e estruturados”. Para uma vaga no time de vendas provavelmente é importante que o candidato saiba lidar com clientes e ser uma pessoa comunicativa, ou seja, evite colocar pontos negativos como “tímida e pouco comunicativo” ou “falta de paciência para lidar com clientes”;
  • FALAR MAIS DO QUE O NECESSÁRIO: Ao responder essa pergunta fale sobre seu ponto a ser desenvolvido e o que tem feito para aperfeiçoá-lo, em alguns casos você pode citar também situações onde tal  ponto te prejudicou. Evite contar muitas situações onde esse problema te prejudicou já que isso pode fazer parecer que você não tem se desenvolvido ou que é uma falha corriqueira e que te prejudica profissionalmente. Lembre-se! O importante é você focara entrevista em seus pontos fontes e no que você tem de diferenciado dos outros outros candidatos;
  • PONTOS FRACOS IRRELEVANTES: A empresa não está interessada se você tem problemas em lidar com crianças ou se tem dificuldade para dormir. A empresa quer saber seus pontos a desenvolver que podem prejudicar a sua performance caso seja contratado, se não é nada relacionado a dinâmica da empresa, isso é algo pessoal e que não é do interesse do entrevistador.

COMO RESPONDER “QUAL A SUA MAIOR FRAQUEZA”?

A melhor forma de responder essa pergunta pode ser simplificada em uma resposta de duas partes:

PARTE 1 – Fale sobre sua fraqueza e situações em que ela foi problemática: Falar sobre a sua fraqueza não é fácil, muito menos em uma situação de entrevista onde geralmente buscamos focar nos nossos pontos positivos. A primeira e mais básica dica é ser sincero e autêntico. Não invente uma fraqueza ou se aproveite de uma resposta pronta que ouviu por ai, pelo contrário, prepare-se previamente, lembre-se de feedbacks passados, converse com colegas de trabalho e reflita sobre seus pontos a serem desenvolvidos. Inventar uma fraqueza pode fazer o candidato se prejudicar em perguntas futuras, causar insegurança e comprometerem todo um processo seletivo.

Além disso, garanta de ter escolhido uma fraqueza aceitável para a vaga em questão. Para isso, conheça bem os requisitos da vaga e evite falar uma fraqueza que seja conflitante tais. Se a vaga é para a área jurídica, evite falar da sua dificuldade com contratos e termos formais por exemplo.

PARTE 2 – Fale como você tem trabalhado para aperfeiçoar seu ponto falho: Após ter abordado seus pontos a serem aperfeiçoados faça o fechamento do ciclo e garanta de deixar claro o que tem feito para contornar os efeitos desse ponto fraco e qual seu plano para melhorar e evitar situações futuras. Se possível cite situações recentes onde lidou com essa fraqueza e conseguiu um desfecho positivo (isso vai deixar claro para o recrutador que a sua dificuldade é sim contornável);

ANALISANDO POSSÍVEIS RESPOSTAS:

EXEMPLO DE  RESPOSTA POSITIVA #1 Quais são seus pontos a desenvolver? R: Em alguns momentos eu evito de colocar minhas opiniões em certas discussões para evitar o confronto e o desconforto com os outros envolvidos. Mas, desde que assumi minha última posição de coordenador tenho trabalhado bastante para aperfeiçoar esse aspecto, inclusive com a ajuda do meu gestor direto. Ele tem me mostrado que não necessariamente o confronto é algo ruim, pelo contrário, é algo muito positivo para o crescimento da empresa e ideias conflitantes são no geral sempre muito bem aceitas quando colocadas da maneira correta e com bons argumentos para embasá-la. Tenho me forçado a em praticamente todas as reuniões que participo a colocar um pontos de vista conflitante para gerar a discussão do grupo, além de que combinei previamente com meu gestor dele sempre solicitar minha opinião em momentos em que eu estiver pouco participativo. Inclusive, um dos pontos positivos do meu último feedback foi o meu sucesso em sugerir novos projetos e conseguir sensibilizar as pessoas com minhas ideias.

A resposta é boa pois aborda um problema real do candidato e consegue ser original. O candidato demonstra que era ciente previamente de sua dificuldade e já estava trabalhando para aperfeiçoá-la, inclusive junto do seu gestor. Ele consegue demonstrar humildade por ter pedido ajuda do gestor para melhorar, assim como exemplifica o que tem feito para melhorar e mostra que já evoluiu nesse sentido.

EXEMPLO DE RESPOSTA POSITIVA #2 Profissionalmente falando, qual característica sua é sua maior fraqueza? R: Acredito que hoje em dia o principal aspecto que tenho tentado aperfeiçoar é a minha habilidade para falar em público. Em algumas situações em que tenho de apresentar para um grande número de pessoas acabam me fugindo alguns detalhes durante a apresentação. Para resolver essa dificuldade tenho antes de qualquer coisa confrontado o problema e, mesmo não ficando confortável em alguns momento, me exposto a esse tipo de situação. Alguns meses atrás conclui um curso fornecido pela empresa em que trabalho atualmente para aperfeiçoar as habilidade de apresentação de seus funcionário e inclusive me candidatei a realizar a apresentação dos resultados do departamento para o restante do time durante a nossa reunião trimestral e tive ótimos feedbacks.

Ótima resposta! O candidato fala sobre sua fraqueza e deixa claro que apesar de possuir dificuldade para falar em público não esquiva desse tipo de situação, mais que isso, tem se esforçado para melhorar e parece já estar apresentado resultados positivos.

EXEMPLO DE RESPOSTA NEGATIVA #1 Qual sua maior fraqueza? R: “Não consigo pensar em nenhuma fraqueza. Todos meus feedbacks anteriores foram completamente positivos”

Todo profissional possui fraquezas ou pontos que podem ser melhorados. Esse tipo de resposta pode fazer o candidato soar arrogante ou mesmo leigo por não ter visibilidade das suas fraquezas.

EXEMPLO DE RESPOSTA NEGATIVA #2 Com base em suas experiências profissionais passadas, o que você considera seus maiores pontos fracos? R: “Sou muito perfeccionista e isso me faz entregar trabalhos mais elaborados e detalhistas do que seria necessário.”

O problema aqui não é necessariamente com a escolha do “perfeccionista” mesmo esse sendo um clichê de entrevistas, mas sim com o fato do candidato colocar o perfeccionismo como um ponto negativo ao mesmo tempo em que ele aborda apenas resultados positivos de ser perfeccionista. Para qualquer entrevistador mais experiente essa resposta vai soar incoerente. Algo como “Sou muito perfeccionista e isso me faz em alguns momento me dedicar mais do que o necessário para alguns projetos e o que acaba prejudicando a minha priorização de tarefas e me desgastando mais que o necessário já que preciso trabalhar mais que o necessário para entregar todas as minhas responsabilidades.
Compartilhar:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone
Comments<>
  • gostei do comentário,só para tirar a duvida quando pergunta os pontos a desenvolver,e pessoal ou na função que vai exercer.

    erico setembro 10, 2016 12:19 pm Responder
  • O conteúdo foi um dos mais completos e explicativos que já li e gostaria de parabenizar o site por disponibilizar. No entanto senti incoerência nas palavras confronto e conflito usadas no exemplo de resposta positiva 1, pois são palavras com diferentes significados e parecem soar a mesma finalidade no contexto do exemplo. Grande abraço.

    EIDILON PEREIRA DE SENA outubro 11, 2016 12:19 pm Responder

Quer deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TuaCarreira.com.br